quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Autoajuda filosófica

   Num dos encontros do Notas Filosóficas - acho que sobre o Epicurismo -, alguém perguntou sobre a diferença entre "Autoajuda" e aquilo que se estava lendo, no caso, as Cartas de Epicuro.
   Apesar de parecer esquisito, isso não é absolutamente óbvio de um leigo entender. Temos que pensar que, em princípio, realmente as orientações dos filósofos da Antiguidade, diziam respeito a uma "ajuda" para viver melhor - ainda que se possa questionar se a ideia seria exatamente de uma "autoajuda". Ou seja, poderíamos pensar que há diversos tipos de orientações de "autoajuda", uma mais "banal", onde se lê simplesmente o óbvio, aquilo que pretendemos ver escrito, e que tem a função clara de nos "empurrar" para frente, crendo em algo que há certamente de ser conquistado, a partir simplesmente do nosso desejo de que o seja, e uma "autoajuda filosófica", que efetivamente propõe uma reflexão sobre o mundo e sobre a vida, com o intuito de ajudar seu leitor a obter felicidade. Deixando de lado esse estilo "clichê" da autoajuda, como não reconhecer que Ética a Nicômaco é um livro que nos ajuda, a partir de uma reflexão séria, a ser mais felizes... portanto, é um livro de "autoajuda".
   Dizer isso, assim tão friamente, choca um pouco. Afinal, o prestígio da nossa tão querida Filosofia parece ficar meio abalado na comparação com esse gênero literário tão "mercadológico" quanto esse de que falamos.
   E não são só os filósofos que renegam o rótulo "autoajuda". Segundo a Revista Época dessa semana, até o óbvio "autoajúdico" Augusto Cury diz que seus livros não pertencem a esta categoria, pois são livros de "psicologia aplicada".
   Na contramão dessa rejeição está o filósofo pop Alain de Botton. E a revista conta uma coisa engraçada e, penso, correta: "Para Botton, o problema não é a autoajuda em si, mas a quantidade de autores ruins que se dedicam ao gênero".
   Legal a opinião de Botton... que a academia não nos ouça!
   Depois, escrevo mais.

18 comentários:

mundy disse...

Olha que eu já caí no engodo de ler Alguma coisa do Curi,ate perceber que de fato eu estava era ajudando ou melhor autoajudando a mim, mas sim ajudando a engordar a conta bancária deyle, hahahAHAHAHA.

Ricardo disse...

Compadre:
Quando você manifestou, há algum tempo, sua admiração pela leitura que fazia - justamente o Augusto Cury -, eu não disse nada... até porque, o importante é o efeito da leitura - se a coisa funcionar, tudo bem, e não há do que reclamar. Agora, que já passou e, pelo visto, nada se modificou, então não valeu à pena... ou melhor, para você não valeu, mas para ele, que ganhou seu dinheirinho, valeu. Rsss.

mundy disse...

Verdade, na época o livro me agradou,disso nao posso reclamar, entao valeu pelo menos 5 pratas do que gastei, mas depois fui lendo pequenos trechos de livros dele na internet e achei que era mais um dentre outros a querer tirar grana dos outros com soluçoes fáceis , e o que se descobre é a facilidade com que ficam ricos estes escritores de auto ajuda,hahahahahahahaha, mas fazer o que , sou um enganado constante nas minhas escolhas literarias, rssssssssss.

mundy disse...

Falando um pouco de politica, outro assunto que enveredo sem ter muita base argumentativa, alem da minha própria experiencia, rsssss, hoje escutei na CBN , uma entrevista com o candidato Marcelo Freixo a Prefeitura do Rio, e causa uma certa admiraçao, pelo lado negativo é lógico ,que apesar de ser de um partido radical de esquerda o PSOL e de suas proposta serem voltados para a esquerda, serem muito frouxas as ideias do Freixo, ele fala bem, ele apresenta bem, mas me parece que ele arrumou esse nicho de combater as milicias e por aí vai levando seu discurso e acaba que a gente ve que ele é apoiado em massa por uma elite de esquerda da Zona Sul, que adora falar que a periferia é 10 ,mas desde que nao saia de lá para invadir a Zona Sul, , pois nao vi em sua agenda politica nenhuma visita as comunidades de Olaria, Bonsucesso , Ramos, e vou ficar so nestas tres, é carreata na Praia de IPanema, é discurso Em Copacabana, é almoço no Leblon, nao que ele nao possa ser de esquerda e adorar a ZS, isso nao discuto,Ipanema é muito mais bonito do que Olaria, mas é que me parece que o FREIXO na realidade de esquerda nao tem nada, tem jeito e pinta de Mauricinho com discurso de esquerda, parece me que arrumou este nicho de anti miliciano , assim como o Cabral Filho arrumou o nicho das velhinhas e velhinhos e cresceu na politica e hoje sabe se de fato onde e com quem anda, assim como uns do DEM perseguiam os Contraventores do Bicho,mas nos carnavais estavam sempre beijando a mao dos Contraventores, alias vou parando por aqui, pois é cada engodo, eu nao voto mais no Rio, mas se ainda o fizesse diria que esta ruim de arrumar um candidato, aqui em Maricá a coisa tambem esta feia, um amigo meu pediu para botar adesivo seu de campanha no meu carro, deixei, quando vi , ele colocou o adesivo dele junto com o candidato a Prefeito que faz parte da coligaçao do partido dele, cheguei a pensar em pedir para tirar tudo, mas fiquei com receio de perder o amigo, ou seja eu estou criticando e até eu estou errando.

mundy disse...

Sei que o espaço é filosofia , se for Spinozia melhor ainda,rssssss, mas nao vou falar de esportes, se bem que sou mais embasado do que na Filosofia, Spinoza, rsssssss, mas vou voltar ao tema politico , não moro mais no Rio, como o amigo bem sabe , mas acompanho mesmo com alguma distancia a Eleiçao para o Municipio do RJ no caso especifico a Prefeitura, e o Marcelo Freixo atual queridinho da esquerda da ZS, tem sido alvo de algumas zombarias nas redes sociais, vi agora há pouco no Facebook , um gozador dizendo que ele lançara um CD de musicas para sua campanha arrecadar fundos e os Titulos sao hilários, é lógico que tudo nao passa de uma gozaçao, mas achei muito interessante, pois o FREIXO é o sujeito de esquerda com mais cara de direita que vi nos últimos anos, para mim só superado pelo Linderbergh Farias que passou 11 anos na Universidade
Rural e foi Presidente da UNE e nao sei se chegou a concluir o curso, pois depois virou`Politico, mas voltando ao Freixo, sei la deve ser implicancia de minha parte , mas eu nao consigo comprar o discurso dele, parece ser mais um que tem uma conduta politica que na realidade caiu no gosto de uma certa elite que adora dizer que é de esquerda mas nao deixa de frequentar apenas ambientes mais ligados a Burguesia, pois nao quero dizer que nao possa ser possível, mas é dificil eu crer que nos bares da Dias Ferreira no Leblon , seja um reduto marxista lenista, rssssss, como eu disse eu quando vivia no Rio adorava tomar um chopp no bar Lagoa, comer um aperitivo no Botequim informal , mas eu nunca fui esquerdista como o PSOL se intitula e nem quero dizer que para ser esquerdista tenha se que ir a uma feijoada na Favela Nova Holanda, mas nao sair da Zona Sul é que me intriga, alias Caetano e Chico vao se reunir em um show para arrecadar fundos para a campanha dele com preços a 360 reais o ingresso, poxa se isso é campanha de cunho de quem diz que pensa no Povo e ser popular, eu de fato ando por fora de tudo, alias nada mais ZS do que assistir Chico e caetano a 360 paus e depois ir discutir os rumos do socialismo de esquerda no Enotria da Dias ferreira com General Arguives, hahahahahahahahahaha, nem sei se tem o restaurante ali nesta esquina, sei que tem um Finao e carao naquela regiao, hahahahahaha.

mundy disse...

O compadre nao responde e nem escreve nada, entao vou tomando conta do espaço e escrevendo minhas paradinhas sem graça,rsssss,ontem por conta de ter me metido a ajudar na campanha de eleição para vereador de um amigo meu aqui da Regiao dos Lagos, fui obrigado a assistir pela terceira ou quarta vez o discurso de um postulante a vaga a Prefeitura da Cidade e pela terceira ou quarta vez escutei que um certo empreendimento educacional de vital importancia para a Cidade estara sendo iniciado na segunda feira, ate aí nada demais , pois todos podem pensar bom , ontem foi dia 14 , entao no dia 17 começara a obra de uma importante escola para o Municipio, bem só que nao é tao simples assim, da primeira vez era no dia 02 de agosto uma quinta que ouvi que seria na segunda, ou seja seria em 06 de agosto, a segunda seria em 20 de agosto e finalmente a terceira em 17 de setembro, é amigos nao foram 4 vezes que ouvi nao, na realidade foram tres, mas em tres vezes em locais diferentes , a tal Escola já mudou o inicio das obras, sabe o que vai acontecer, o cara vai ser eleito Prefeito com esse discurso, vai ficar 4 anos e periga de toda segunda durante o seu mandato a obra estar sendo iniciada e assim é a politica em nosso País mentem na maior cara lavada e o povo se ilude com estes discursos fakes, pois só quem por obrigaçao de serviço em Campanha de outro candidato, escuta a mesma ladainha faz tempo e assim eles vao se elegendo e perpetuando no Poder.Como mentem nossos politicos, e aí , vao me questionar porque nao fazes nada, eu farei no dia 07 de outubro, neste candidato eu nao voto, simples, se todos o fizerem já seria ótimo.

mundy disse...

Sobre o Botton, nunca li nada do mesmo, minto li uma entrevista uma vez dele no Globo, pois ele estava em visita no Brasil para um serie de palestras ou conferencias e o achei igual a um monte de porcaria que anda na moda por aí, rsssss, se bem que minha praia , mal e porcamente é outra, alias Serra, pois eu prefiro o Verde ao Mar,hahahahaha, escrevi e nao disse nada, alias tem muito autor que nao diz absolutamente coisa alguma e vivem enchendo a Casa do Saber no Rio com palestras carissimas e super disputadas as cadeiras, hahahahahahah, hoje acordei com a verve crítica em rotaçao 1000.

mundy disse...

E ca estou de volta e sem falar de Filosofia e sim de politica e suas malandragens, dias atras o Governo Federal atraves de Pronunciamento de nossa Presidente Dilma Roussef em mensagem dirigida a Nacao em face das comemoracoes de sete de setembro, anunciou nossa Belissima Presidente , no sentido ironico da coisa mesmo, tanto da\beleza como na Gestao do Pais, entao a camarada Dilma como sempre se refere o nosso queridissimo Ex\Presidente LULA a atual ocupante da cadeira no Planalto, disse ter um excelente presente para a populacao que consome Luz Eletrica,aqui em Marica vez por outra da uns piques que ja ferraram o pc da minha esposa e agora o meu note,o da minha companheira demos um jeito,mas o meu devido ao valor do conserto ,quando der compra se outro, mas vamos ao que interessa disse a Presidente que as contas de luz teriam reducao de 16% a partir de 2013, e soltou se fogos por toda a Nacao finalmente algo nao iria subir e sim descer, e tome comemoracao por conta , todo mundo usando energia naquele dia ,afinal em janeiro a conta iria ter desconto, entao para que esperar janeiro, vamos ja gastar por conta,rsssssss, eis que agora o que foi anunciado como reducao nao o e como o anunciado pela simpatica Dilma, outra ironia, e sim pelo fato que a Uniao foi condenada ou as concessionarias ou os dois foram condenados a devolver valores recebidos a mais nas contas ou seja o presente na realidade com cunho eleitoral , na verdade e devolucao de valores cobrados a mais nas contas de Luz, e eu e outros que tem acesso a noticia e possui massa pensante, percebe que era simplesmente mais uma mentira dos politicos ,mas o povo ,aquele que volta nos camaradas em troca das bolsas tudo, mais uma vez vai acreditar que agora esta ganhando o vale luz ou bolsa luz e em massa correra as urnas para depositar seu agradecimento ao 13 e irao eleger os pinoquios, a turma que nunca\sabe de nada sobre a corrupcao do Pais mas sabe de tudo como manipular a Populacao,rsssssssssss.Fui e o Compadre nao vem,rssssss, o dono do blog e que nem Politico honesto , a gente sabe que deve existir mas nunca ve, hahahahahahahahaha, no caso sei que o parceiro e honestissimo, sua presenca aqui e que e rara.

Ricardo disse...

Caro compadre:
Injusta a "acusação" de que não respondo às suas colocações. Tenho respondido, sim, a várias opiniões de meu compadre-irmão.
Sobre o Alain de Botton, ele realmente me parece um ótimo "divulgador" da Filosofia. O tipo de cara que não abre mão da proposta de um pensar séria, sem os "excessos" de um filosofar árido.
Esse é o tipo de autor que não dá para se fazer pouco caso.
Abração, compadre.

mundy disse...

Nao sei se fui eu que nao entendi a sua colocaçao ou se foi o Compadre que nao entendeu a minha , ou ambos fomos tao ironicos nas colocaçoes que ficou parecendo que dissemos uma coisa e queriamos na realidade dizer outra, rsssssssss, eu nao gostei do Botton, o achei fraco demais e fama alem do esperavava, nao sou expert em Filosofia como o nobre Amigo do blog, mas creio que dentre o enorme conhecimento de autores e Filosofos que vc conhece e sugere , este seja o "mais fraco" no meu entender.

mundy disse...

O compadre conhece minha natureza , sabe que estou mais para cético ou melhor pessimista sempre,rssssssss, a única coisa que contradizendo minha personalidade me mantenho sempre otimista é quando vejo a campanha do Flu neste Brao enredo e sinopse por mim conhecida desde que acompanho o Flu nos estádios e fora dele, isso desde 1970, meu filho ja faz parte de uma geraçao que começou mais cedo do que eu , eu com 7 anos e LUIGUI com 3 anos ja acompanhava e o pior ouso dizer que ele com seus seis anos chega aser mais fanatico que eu, pois na idade dele eu nao trocava uma brincadeira para ver ou escutar jogos do FLu e ele faz isso e conhece jogadores de quase 100% dos times da primeira divisao e seus clubes respectivos, hahahahaha, mas compadre fique tranquilo a derrota de ontem nao vai nos tirar o Tetra,ele vira como semprea base de muito sofrimento, senao for assim nao será o Flu, depois volto.

Clara Maria disse...

15Olá!!
Fiquei a pensar se vocês estão a falar do Flu ou da seleção portuguesa, é que geralmente vai ao europeu, ao mundial "in extremis". Obriga os portugueses a andar ansiosos e tal e coisa...Mas aqui a mentalidade é pejada pelo fado, aí é marcada pelo sol e pelos seus benefícios...Acho que o Flu deveria ser um clube português.
Hoje começam as aulas aqui, por isso bom ano letivo para mim e uma excelente semana para os senhores.
1 abraço
Maria

Clara Maria disse...

menotial 2837

Clara Maria disse...

6

Clara Maria disse...

Ups!!!Sorry

Ricardo disse...

Compadre:
Veja que coloquei, no meu comentário, que o Botton é um "divulgador" da Filosofia, o que é bem diferente de ser filósofo. Entretanto, não há como negar, por exemplo, que a formação filosófica dele é bem maior de que vários outros pensadores popularmente reconhecidos sob o título de "filósofos".
Além do mais, compadre, acho que é bem pouco sensato dizer que acha o pensar dele bastante comum tendo lido apenas uma entrevista. Acho até que você corre o risco de ler alguma obra dele - como "A consolações da Filosofia" - e não gostar mesmo. Ainda assim, esse não é um livro que mostra a filosofia de Botton, mas sim um comentário sobre outras filosofias - comentário esse, que pode ter maior ou menor qualidade. Eu, por exemplo, acho o Sponville, perto do Botton, um monstro sagrado. Mas há que se perceber a diferença de idade, de vivências filosóficas e acadêmicas, etc. e tal. Mas essa comparação dificilmente poderá ser feita sem uma leitura mínima das obras dos dois.
Sobre nosso querido Fluzão, vou ser sincero: estava muito desanimado antes das suas mensagens... e da derrota do Galo. A soma das duas coisas restabeleceu um pouco da minha confiança. Espero que você esteja certo, e que consigamos o título.
Grande abraço.

Ricardo disse...

Querida amiga Maria:
Estou em falta contigo. Já me preparei para fazer considerações sobre teus comentários relativos à religião, mas cedi à necessidade de realização de outra tarefa, e a coisa ficou só na minha mente.
De qualquer forma, escrevo um pouquinho para falar de futebol - esse assunto tão apaixonante, mesmo além mar.
Temos - o Flu e Portugal - várias coisas em comum. A começar pela semelhança na coloração das camisas - ou "camisetas"... como é mesmo por aí? -, mesmo que os tons do verde e do "vermelho" - vocês já usaram o grená, também - sejam diferentes. Mas continuamos com outra semelhança, o Deco. Mas trata-se de uma semelhança, apenas. Enquanto "o nosso" sabe jogar bola como "o de vocês", o daqui fica mais no departamento médico do que "aquele" daí.
Parece-me, entretanto, que o que mais nos une é o sofrimento para conquistar algo. Vejo times bem menos categorizados conseguirem títulos - seja por sorte, por garra, ou seja lá o que for -, enquanto nós suamos sangue para conseguir levantar o "caneco".
Grande beijo.

mundy disse...

E agora nao tem jeito somos líderes sem ter que ouvir , ler ou ver a Tabela com asteriscos de um jogo a menos.